DSpace
Portal do Conhecimento
  Português | Inglês

Portal do Conhecimento >
BDCV - Biblioteca Digital de Cabo Verde >
BDCV - Teses e Dissertações com Equivalências >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10961/3661

Title: Staying With the Tension: “Estranged Intimacy” and Gendered Expectations in the Field
Authors: Challinor, Elizabeth Pilar
Keywords: Epistemology
Methodology
Cape Verde
Gender
Migrants
Epistemologia
Metodologia
Cabo Verde
Género
Imigrantes
Issue date: 2012
Abstract: The position of the anthropologist in the field is discussed, in this article, as a position of “estranged intimacy”, that is to say, the anthropologist occupies an ambiguous position of becoming intimately involved whilst concurrently standing back. This definition derives from reflections upon fieldwork, conducted in the north of Portugal, with Cape Verdean migrant young women and their experiences as mothers. The article discusses two aspects related to the fieldwork. Firstly, the way in which diverse strategies of establishing relations in the field placed me in a position of “estranged intimacy” which reconfigured the meanings I had initially attributed to the term “Cape Verdean women”. Secondly, how becoming unexpectedly involved in a situation of intense conjugal conflict led me to reconsider my understanding of Cape Verdean gender relations. Both cases demonstrate how the endeavour to produce analytical and ethnographical knowledge was shot through with an unstable mix of detachment and involvement and how coming up against the unexpected may contribute towards the reconfiguration of ethnographic knowledge, in this specific case, with regard to the dynamics of gender relations.
A posição do antropólogo no terreno é analisado neste artigo como uma posição de “intimidade alheada”, uma posição ambígua de envolvimento íntimo e, simultaneamente, de afastamento. Esta definição resulta de reflexões sobre o trabalho de campo realizado no Norte de Portugal com jovens mulheres migrantes de Cabo Verde, em torno das suas experiências como mães. São tratados dois aspetos relacionados com o trabalho de campo: em primeiro lugar, a forma como diferentes estratégias para estabelecer relações no terreno me colocaram numa posição de “intimidade alheada”, modificando os significados que atribuí inicialmente à expressão “mulheres cabo-verdianas”; em segundo lugar, a forma como o meu envolvimento imprevisto numa situação de intenso conflito conjugal me levou a reconsiderar a ideia que tinha das relações entre géneros no contexto cabo-verdiano. Ambos demonstram como a produção de conhecimento analítico e etnográfico foi atravessada por uma mistura instável de distância e envolvimento, e como enfrentar o imprevisto pode contribuir para a reconfiguração do conhecimento etnográfico – neste caso, relativamente à dinâmica das relações entre géneros.
URI: http://hdl.handle.net/10961/3661
Appears in Collections:BDCV - Teses e Dissertações com Equivalências

Files in This Item:

There are no files associated with this item.

Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

NOSI Universidade do Minho  

Portal do Conhecimento  - Feedback - portaldoconhecimento@mesci.gov.cv - Tel. +238 - 2610232

Facebook